Warning: Declaration of Cws_Walker_Nav_Menu::walk($items, $depth) should be compatible with Walker::walk($elements, $max_depth, ...$args) in /home/fetal/www/site/wp-content/themes/clinico/functions.php on line 1291
Fetal Health: Amniocentese

Amniocentese

O que é a amniocentese?
A amniocentese é um exame invasivo no qual uma amostra do líquido amniótico é retirada de dentro do útero e examinada em laboratório, para determinar se o bebê possui algum problema de saúde.

Que tipo de problema a amniocentese detecta?
Síndromes (síndrome de Down, de Edwards, etc), pesquisa de anemia fetal, maturidade pulmonar fetal, doenças gênicas (como a doença de Tay-Sachs ou Galactosemia) e para realizar testes de paternidade.
A amniocentese também revela se há incompatibilidade do fator Rh entre a mãe e o bebê (se o bebê for Rh positivo e a mãe Rh negativo).

Tenho de fazer a amniocentese?

Esse exame não é realizado de rotina numa gravidez normal. A indicação para o exame é o fato de a mãe apresentar um risco maior de ter um bebê com síndrome, casos de anormalidades congênitas ou genéticas na família, tanto da mãe quanto do pai.
Também pode haver indicação para a amniocentese se o médico tiver detectado alguma alteração no exame de translucência nucal realizado por ultrassom entre a 11ª e a 14ª semana de gravidez.
Normalmente, o exame é feito por opção dos pais, com orientação médica.
O conhecimento prévio dos defeitos congênitos do bebê facilita o atendimento à criança logo depois do nascimento (preparação de UTI neonatal, presença de especialistas na sala de parto, equipe de Cirurgia Pediátrica etc.), além de preparar a família para o que está por vir.

Quando o exame costuma ser realizado?
A amniocentese é mais comumente feita entre a 15ª e a 18ª semana de gravidez. A realização do exame antes da 14ª semana demonstrou representar um risco maior de abortamento.

É necessário algum preparo prévio?
Não. Antes da paciente realizar o procedimento, deverá esclarecer suas dúvidas com o médico que irá realizar o mesmo e assinar o termo de consentimento.

Como a amniocentese é feita?
A mulher permanece deitada, enquanto o Fetólogo, usando o ultrassom adequado para se orientar, identifica o melhor local para puncionar. Em seguida ele insere uma agulha comprida na barriga da mãe para retirar o líquido. Através da agulha, o especialista retira uma pequena quantidade de líquido amniótico (cerca de duas colheres de sopa). O líquido contém células do bebê, substâncias e microrganismos que podem esclarecer muitas dúvidas sobre a saúde da criança.

A amniocentese dói?
A maioria das mulheres acha que a picada da agulha dói, mas às vezes elas podem sentir mais um desconforto que dor propriamente dita. Depende da sensibilidade da pessoa. O uso de anestesia local pode amenizar um pouco a dor. Depois do procedimento a mulher pode sentir cólicas, que normalmente são leves, mas para algumas são mais doloridas.

O exame traz riscos para o bebê?
Embora a amniocentese seja considerada um exame seguro, trata-se de um procedimento invasivo, que sempre tem riscos. Cerca de uma em cada 200 mulheres acaba sofrendo uma infecção ou algum outro tipo de complicação em consequência da amniocentese, que podem levar até mesmo à perda da gestação. Outras mulheres têm um pequeno sangramento vaginal ou perdem um pouco de líquido amniótico. A perda de líquido amniótico pela vagina deve parar sozinha depois de alguns dias, mas a paciente terá de ficar de repouso até que isso aconteça.
Se você não tem certeza se deve fazer a amniocentese, ou se está muito preocupada com o procedimento, tenha uma boa conversa com o médico. Ele vai poder orientá-la sobre os riscos, benefícios e explicar com detalhes tudo o que acontece durante o exame.

A agulha pode tocar o bebê?

Isto acontecia com muita frequência quando o procedimento era feito sem o auxílio do ultrassom. Hoje com o ultrassom a chance de tocarmos o feto com a agulha diminuiu bastante. Eventualmente se isto acontecer não haverá grande problemas pois é o mesmo que acontece quando a sua pele é tocada com a agulha.

Não vai faltar líquido para o bebê?

O líquido amniótico é constantemente produzido pelo feto. Sabemos que em cerca de 24 a 48 horas o volume retirado será reposto.

E se o resultado do exame mostrar que o feto tem alguma doença genética?

Se o resultado mostrar que seu feto tem alguma doença genética o seu médico irá explicar-lhe como essa doença irá afetar o seu filho. Irá também discutir se a doença tem cura e quais são os tratamentos disponíveis.

Os resultados saem na hora?
Infelizmente não. A amostra de líquido precisa ser enviada para o laboratório, onde as células serão cultivadas. Pode levar até duas semanas para que haja células suficientes a ponto de os especialistas fazerem o diagnóstico com segurança.
Existe uma modalidade do exame que usa análise molecular e obtém resultados preliminares em até 72 horas. A realização desse teste rápido não elimina a análise posterior (amniocentese), mas serve para tranquilizar os pais, já que dá o resultado sobre as síndromes cromossômicas mais comuns. O sexo do bebê também já é revelado nessa primeira leva de resultados.